• Portal Realeza

Muriaé terá lockdown a partir de segunda (22) e regra valerá por pelo menos 14 dias

O prefeito de Muriaé, Grego, acompanhado pelo secretário de Saúde Dr. Paulo César de Oliveira e pelo médico infectologista Dr. Daniel Licy, anunciou em transmissão ao vivo na noite desta quarta-feira (17) que a cidade passará por uma transição no próximo final de semana e retornará ao distanciamento social ampliado, o chamado “lockdown”, a partir de segunda, dia 22. A decisão terá efeito por pelo menos duas semanas, segundo o comitê da Covid-19 em Muriaé.


O comitê já se reuniu duas vezes nesta semana, na segunda e quarta-feira. Após a avaliação de todos os dados, como ocupação hospitalar, utilização de respiradores, crescimento do número de casos e a recente dificuldade na compra de medicamentos fundamentais para os hospitais, ficou decidida a mudança nas regras.


Transição começa já na sexta-feira (19)


A partir de sexta (19), somente cinco áreas de atuação terão funcionamento estendido: oficinas mecânicas até 18h, padarias e supermercados até 20h, postos de combustíveis, farmácias e drogarias até 22h – com exceção das farmácias de plantão.


Todos os demais tipos de comércio, sem exceção, poderão funcionar apenas de 12h às 18h, na sexta, e de 9h às 13h, no sábado (20). Fora destes horários, somente o serviço de delivery estará permitido, sendo impedida inclusive a retirada pelo cliente no local. No domingo (21), somente postos de combustíveis, farmácias e drogarias poderão funcionar.


A Feira Livre de domingo terá redução no número de barracas: somente feirantes residentes em Muriaé poderão participar. Também foi proibida a venda de produtos alimentícios para consumo no local, como os tradicionais pastel e caldo de cana.


Bancos e lotéricas tiveram o horário de funcionamento mantido, mas poderão receber somente um cliente dentro do estabelecimento para cada terminal em funcionamento, com controle do fluxo e da fila externa.


O prefeito também revelou que solicitou à Energisa o desligamento da iluminação de toda a “Via Saúde”, na BR-356, para evitar a aglomeração de pessoas à noite, no local que é muito usado para caminhadas e exercícios físicos.


Reunião definirá regras da retomada do distanciamento ampliado – Ainda de acordo com o prefeito, uma reunião do comitê nos próximos dias definirá todas as regras que deverão ser seguidas a partir de segunda-feira (22).


Médicos falam sobre a falta de medicamentos e temem colapso do sistema de saúde


O infectologista Dr. Daniel Licy alertou que Minas Gerais e Muriaé vivem o pior momento da curva de contágio. “Tentamos de diversas maneiras manter um relaxamento das regras de distanciamento, mas a população não colaborou. Agora, é todo mundo dentro de casa, pois há o risco de não conseguirmos cuidar de todo mundo a partir de agora”, disse.


Sobre os medicamentos que já estão com estoque baixo para as unidades hospitalares, o secretário de Saúde Dr. Paulo César explicou que são, em sua maioria, sedativos para manter os pacientes em coma induzido – o que é fundamental, por exemplo, para o uso do respirador em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, que pode ser um dos efeitos da Covid-19.


Muriaé tem, até esta quarta (17), 436 casos confirmados de coronavírus. Destes, 180 permanecem ativos, enquanto 235 já foram considerados recuperados e 21 vieram a óbito. No momento, a cidade tem 90 pacientes internados – 26 confirmados e 64 com suspeita de Covid. 21 leitos de UTI estão ocupados, com 13 respiradores sendo utilizados.


Assessoria de Comunicação

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

Deixe o e-mail e receba as atualizações:

Todos os Direitos Reservados - Portal Realeza - 2017 - 2019

CPF: 116.672.106-02 

Rua Monte Verde, 01 - Distrito de Realeza - MG