• Portal Realeza

FAKE NEWS II: Atendimento UPA



No que tange à postagem relacionada à exigência de documentos por parte da UPA para os atendimentos de urgência e emergência, vimos esclarecer os fatos. Trata-se de uma publicação inescrupulosa e descabida que, infelizmente acaba por se tratar de um desserviço à população de Manhuaçu, a qual tem por assegurado direito do atendimento tempestivo de urgência e emergência independente da apresentação de documentos. A falta de critério na falsa notícia é tamanha, que cai por terra pelo simples fato de que a Unidade de Pronto Atendimento presta assistência inclusive a pacientes trazidos inconscientes e/ou sem a identidade conhecida. Ademais, a Unidade de Pronto Atendimento atua mediante a normativas e protocolos validados pelo ministério da saúde, dentre os quais está o protocolo de acolhimento com classificação de risco, que também repudia qualquer tipo de discriminação, ou exigência para o atendimento, tendo como determinante para o atendimento a clínica do paciente.

Não obstante, o caso em questão caracteriza uma tentativa de denigrir a reputação de uma instituição que a cada dia busca seu aperfeiçoamento técnico, ético e humano.

Zelando pelo compromisso com a melhora da qualidade assistencial, a administração conduziu uma investigação a respeito do caso e, respaldada pela própria paciente em questão, se certificou de que o atendimento não foi negado, que no primeiro momento ela sequer buscou as informações com os profissionais da unidade, pois uma terceira pessoa, que não compõe o quadro técnico e operacional da unidade, a informou, equivocadamente, que a ausência do documento seria impedimento para que a mesma fosse atendida na unidade, ou seja, a paciente desistiu do atendimento por ter sido mal orientada por alguém que não conhece os protocolos da unidade e não tem propriedade para orientar fazê-lo. Felizmente a paciente pode retornar a Unidade e ser devidamente atendida por nossa equipe mediante aos protocolos da instituição. Gentilmente, a paciente ainda nos fez uma declaração do próprio punho esclarecendo os fatos pertinentes a seu atendimento, que por sua vez foi satisfatório.

Uma preocupação da Unidade de Pronto Atendimento é que as pessoas sejam mais criteriosas antes de publicar qualquer informação e que se valham dos serviços de ouvidoria da administração e da Secretaria Municipal de Saúde antes de publicar informações distorcidas.

É lamentável que, além de criar e compartilhar informações dotadas de inverdades, ainda se utilize da imagem de nossos pacientes em momentos difíceis, sem a verdadeira intenção de ajudar, pois se fosse essa a intencionalidade o caminho seria outro.

Pedimos que haja maior cuidado na divulgação desse tipo de informação, sem que haja antes a investigação do caso, agindo assim com responsabilidade e demonstrando credibilidade nas abordagens nas redes sociais.

Fonte: Secretaria de Saúde de Manhuaçu

#PrefeituraMunicipaldeManhuaçu #SecretariadeSaúde

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

Deixe o e-mail e receba as atualizações:

Todos os Direitos Reservados - Portal Realeza - 2017 - 2019

CPF: 116.672.106-02 

Rua Monte Verde, 01 - Distrito de Realeza - MG